Começa a III Primavera Cultural de Buerarema com o espetáculo A Hora da Estrela


            Cinco espetáculos de teatro, dois dos quais de Salvador, três de dança, um de música e um auto de Natal compõem a programação da  Primavera Cultural 2015 (Buerarema), que começa nesta sexta-feira, 20h, com a estreia da peça A Hora da Estrela. O texto foi transposto para a linguagem dramatúrgica por Luís Sérgio Ramos a partir da última obra escrita por Clarice Lispector e se apresentará no teatro de bolso da Casa de Cultura Jonas&Pilar (Instituto Macuco-Jequitibá), no centro de Buerarema.
            A Hora da Estrela reúne um elenco de dez atores do grupo A Tribo, coordenado por Anderson Andhy. Dessa vez, o espetáculo teve direção de Gideon Rosa. Na próxima semana, integra-se à programação o espetáculo Retalhos, também do repertório do grupo A Tribo.
            O espetáculo A Hora da Estrela fez pré-estreia durante aa programação de reabertura do Centro de Cultura Adonias Filho (Itabuna), onde fez três apresentações com imenso sucesso de público.
A HISTÓRIA
            A Hora da Estrela (1977) é a última obra de Clarice Lispector. Nesse livro, que tem como narrador Rodrigo S.M., alter ego da autora, há o retrato de uma jovem nordestina, Macabéa, que tenta sobreviver na cidade grande. A narrativa, complexa, é marcada pela presença dos conflitos existenciais da protagonista. A narrativa  é uma interminável pergunta sobre a condição humana, ao longo de um enredo no qual se fundem histórias ou eixos distintos e complementares: a vida ruim de Macabéa, imigrante nordestina que vive desajustada no Rio de Janeiro.
            No elenco Camilla Nobre, Cleide Jardim, Cristiano Nunes, Bruno Gonzaga, George Silva, Jenyfer Santana,  Laise Oliveira, Leo Vieira e Rafael Guirra.
PROGRAME-SE
            Até dezembro, a Casa de Cultura Jonas&Pilar manterá a temporada de AHora da Estrela e Retalhos até o dia 04 de outubro, a exceção do dia 03 de outubro, quando as duas peças integrarão a programação do Festival Multiarte, em Itabuna. A partir do dia 16 de outubro estreia o monólogo de Lucas Oliveira, Alto Falante, às 20 h. Na semana seguinte será a vez do estrondoso sucesso do Palco Grapiúna com as peças Sombras da Ouvidor e Virgens à Deriva. No dia 05 de novembro, Dia Nacional da Cultura, será inaugurada a Sala de Leitura Antônio Lopes, dentro de um programa que pretende promover a leitura no município através da técnica de Contação de Histórias com o professor Cristiano Nunes.
            No dia 06 começará o Workshop de Danças Urbanas, que será ministrado pelo coreógrafo Damásio Fernandes (Salvador). No dia 13, o coreógrafo apresentará o espetáculo do seu grupo de hip hop.  No dia 13 de novembro estreia a coreografia O Ritmo que Personifica a Dança, de Isabela Santos. Na semana seguinte, haverá um espetáculo de violões e flautas conduzido por Fábio e Ramalho. Nos dias 21 e 22, estreará o premiado espetáculo Sargento Getúliocom o ator grapiúna Carlos Betão. O espetáculo está em cartaz há mais de três anos e percorreu de Norte a Sul do Brasil com aplausos de público e crítica. No dia 04 de dezembro volta a cartaz o espetáculo A Hora da Estrela até o dia 06. No dia 09 e 10 de dezembro acontece a Oficina Liberdade Rosa Choque com o renomado ator soteropolitano Amarílio Salles que, em seguida apresentará seu espetáculo solo Eu em Pessoa ganhador do Prêmio Funarte de Teatro. Para encerra a Primavera Cultural no dia 20 de dezembro será apresentada em praça pública o espetáculo O Bonequeiro Vitalino, uma criação coletiva organizada por Jurema Penna e que será dirigida por Anderson Andhy. Além da apresentação haverá um presépio organizado pela municipalidade.

FICHA TÉCNICA
O quê: A Hora da Estrela
Autor: Luís Sérgio Ramos, da obra de Clarice Lispector
Diretor: Gideon Rosa
Elenco: Camilla Nobre, Cleide Jardim, Cristiano Nunes, Bruno Gonzaga, George Silva, Jenyfer Santana,  Laise Oliveira, Leo Vieira e Rafael Guirra.
Onde: Casa de Cultura Jonas&Pilar (Buerarema)
Quando: Dias 25, 26  e 27 de setembro, às 20 h
Ingresso: R$ 4,00 (inteira) e 2,00 (meia)