GRUPO DE TEATRO BUERAREMENSE “A TRIBO” APRESENTA LEITURA DRAMÁTICA NA UFSB




A Casa de Cultura Jonas e Pilar em Buerarema, com a participação do grupo de teatro “A Tribo” apresenta nesta segunda-feira, 11 de junho, na UFSB, - Campus Jorge Amado, a Leitura Dramática “A secreta obscenidade de cada dia”, de Marco Antônio de La Parra, dirigida pelo ator, jornalista (UFBA), diretor, mestre em artes cênicas, Gideon Rosa, artista com atuações memoráveis no currículo, além de inúmeras premiações e reconhecimento do publico e da crítica.

A leitura será exibida em duas sessões, às 17h e as 19h, no auditório da universidade, em Itabuna-Ba, como parte das atividades da Semana de Acolhimento, que ocorre entre os dias 11 e 13 de junho, com uma programação especial para receber os alunos do quadrimestre 2018.2.

Dois atores, Diego Gonzaga e Giano Mendes narram a peça que  conta a vida de dois homens que, por acaso, se conhecem naquele dia num banco de jardim em frente a um colégio feminino. Na verdade, os homens são Karl Marx e Sigmund Freud, cujas ideias serão colocadas em confronto com muito humor.

Marco Antônio de La Parra nesse texto demonstra uma obsessão em redefinir, ou, melhor, reinterpretar dois ícones do século XX: Karl Marx e Sigmund Freud. Ele os coloca em confronto num banco de praça defronte de um colégio de onde saem garotas que eles supostamente desejam.
O texto é uma comédia, sem dúvida, resta saber se este aspecto virá à tona numa leitura dramática.

Gideon Rosa entende a Leitura Dramática como uma forma de fazer com que as pessoas que não lêem tenham acesso às obras teatrais de qualquer nível, especialmente as mais difíceis de serem montadas. Ele explica que levar a leitura para dentro da universidade no momento de acolhimento dos alunos é um trabalho muito instigante para ele.

 “A leitura de um texto dramático é um instrumento de provocação muito importante para esta comunidade universitária, pois tenho certeza que muitos dos alunos irão assistir uma leitura dramática pela primeira vez, e isso pode abrir portas, janelas e ampliar os horizontes. Creio que isso que iremos fazer”, afirma o diretor.

Para o diretor, o teatro ainda é um instrumento que tem um valor e papel social muito grande, e aqui na região é muito subutilizado

A Leitura deste texto será realizada na Casa de Cultura Jonas e Pilar no dia15 de junho, às 19h. A Casa de Cultura, é uma instituição mantida com o apoio do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.