História

   O Instituto Macuco Jequitibá é uma entidade sem fins lucrativos, com sede na Casa de Cultura Jonas & Pilar, localizada na Avenida Góes Calmon, 21, no Centro da cidade de Buerarema - Bahia, em frente à sua principal praça, a Domingos Cabral.
   Buerarema, em seus primórdios, tinha como nome Vila Macuco, pois a ave de mesmo nome, era abundante por aqui. Atualmente, extinta nesta região, restam as majestosas silhuetas dos jequitibás, nas serras que circundam a cidade.
   A cidade, que cresceu às margens do Rio Macuco, o tem como paisagem não cuidada, servindo apenas para o escoamento de resíduos domésticos, sem o devido tratamento. Desse modo, a preocupação ambiental foi o principal motivador de fundação deste Instituto, que leva o nome dos dois maiores símbolos deste município.
   A efervescência cultural ocorrida em Buerarema entre o final dos anos de 1970 e meados dos anos de 1990, destacou o município como celeiro cultural da Região Cacaueira, projetando-a para todo o Estado da Bahia.
   Após período de ostracismo artístico-cultural e com extermínio das lavouras de cacau, pela vassoura de bruxa, nos anos 1990, a cidade entrou em um forte período de declínio socioeconômico, afetando também, suas produções culturais e a autoestima desse povo.
   É neste cenário que surge o Instituto Macuco Jequitibá e que ressurge em 2012, propondo atuar em novas áreas: Cidadania, Cultura e Artes. Desde então, tem trabalhado mais ativamente com projetos de fiscalização e de educação ambiental da população, assim como tem trazido de volta a autoestima do seu povo por meio de produções culturais diversas, fomentando o fortalecimento e surgimento de novos grupos de teatro, dança, capoeira, de produção artesanal e da gastronomia local e regional. Além de promover o intercâmbio cultural, abrigando espetáculos de outras regiões.
   Com todo o trabalho desenvolvido, o Instituto recebeu o Título de Utilidade Pública Municipal em 2013 e, em 2014, alcançou o Título de Utilidade Pública Estadual. No mesmo ano, o Instituto foi a primeira entidade sem fins lucrativos a celebrar convênio com o município de Buerarema, que desde então vem mantendo suas despesas fixas.